RECOMEÇAR

Recomeçar é estar ferido e suportar; é estar cansado e continuar!

FLORESCIMENTO

O entendimento e a aceitação da capacidade em si direciona a um novo modo de ver a vida, o mundo e a nós mesmos.

AME-SE

Crônica publicada na Revista Ser Espírita.

CHICO XAVIER - TRAÇOS BIOGRÁFICOS

O sonho de todo médium é aproximar-se de sua obra!

O TEMPO E A ETERNIDADE

Não deixemos que o mal uso do tempo presente determine uma eternidade dolorosa.

21 de outubro de 2014

Recomeçar!

             

    "Recomeçar é estar ferido e suportar. É estar cansado e continuar em busca do amor sem culpa e sem dor!"
(Recomeçar - Anjos de Resgate)




Recomeçar, é uma necessidade em nossas vidas e inerente à evolução de cada um. Sempre que escolhemos ir por caminhos difíceis haverá a necessidade de parar e analisar se devemos continuar seguindo. O ato de recomeçar não significa fracasso ou punição, mas uma oportunidade de fazer melhor. Entretanto, é preciso que saibamos analisar e enxergar os principais pontos de nossa caminhada, também devemos fazer as perguntas corretas a nós mesmos, e a principal delas consiste em perguntar se estamos bem e felizes. Mesmo que as respostas sejam positivas devemos ainda assim, vez por outra, repetir os questionamentos a fim de verificar se não houve mudanças. Lembremos que cada passo dado é fruto de uma escolha. E que essas escolhas ao longo do caminho altera tanto nossa trajetória, quanto nos modifica aos poucos. Lembro do livro "O diário de um mago" do escritor Paulo Coelho, onde o personagem principal trilha o famoso "Caminho de Santiago", como parte de ensinamentos para seu crescimento e também era a busca por uma espada. Ele tem um guia que o acompanha durante sua empreitada. Então eles seguem dias e dias caminhando, parando para descansar e se alimentar. Após uns dias o guia o questiona sobre ele estar observando o caminho pelo qual já haviam passado. Ele rapidamente responde que estava muito atento.
Porém o guia o advertiu afirmando que ele não estava observando, pois era a terceira vez que eles passavam pelo local em que estavam naquele momento, e completou dizendo que ele estava tão focando em alcançar a espada que não percebia o caminho que seguia rumo ao seu objetivo. Era preciso observar o caminho com mais cuidado, pois ele tem muito mais a ensinar que apenas obter a tão esperada espada. Acredito que o mesmo ocorre no cotidiano, pois estamos tão afoitos para finalizar uma situação complicada que acabamos nos envolvendo numa situação ainda mais turbulenta. Se não tivermos o cuidado de analisar e avaliar vamos nos deixando levar. O grande desafio da vida é nos ajustar junto às leis divinas, nada começa ou termina sem a devida concordância de Deus. Para que tudo isso seja possível, devemos observar os sinais, as conversas amigas que nos trás uma trilha de reflexão, tentando nos resgatar de dificuldades desnecessárias. Todos os rumos que damos às nossas vidas deixam marcas, algumas profundas, outras nem tanto. Mas o importante é ter a certeza que recomeçar é uma oportunidade de evolução, e devemos guardar o caminho equivocado como uma grande lição. A vida é composta de sucessivos recomeços, mas não o percebemos. Da mesma forma que não temos medo de reescrever um texto, ou refazer algo que não saiu como desejávamos, precisamos ter a coragem de realizar grandes mudanças e adaptações na vida, deixando para trás o que nos atrasa e dificulta a melhora pessoal.





12 de outubro de 2014

Psicografia

Psicografia recebida em 09 de Setembro de 2011
Psicografado por Francy Rocha


"Entregar-se de corpo e alma requer muito mais que renúncia e abdicação. Compreende um processo muito mais elaborado e complicado, pois precisamos 'esquecer' de nossos desejos, vontades, sonhos para que consigamos ser parcialmente felizes nessa tarefa de entrega. Mas acima de qualquer coisa esta a qualidade da entrega ou daquilo que se entrega. O que estou dando ao próximo e qual a qualidade do que estou dando. Existe uma grande necessidade em ser bem visto por aquilo que se dá, por isso devemos sempre primar pelo melhor, mas não em receber o melhor, e sim em dar o melhor de nós.

A grande importância em doar-se com qualidade é justamente porque nossa  recompensa se encontra na satisfação do recebimento. De olhar par quem recebe e vê-lo feliz pela consideração que tivemos para com sua pessoa. De um modo geral, entregar é o mesmo que doar, uma vez que nós dois estamos abdicando em prol de outrem. Antes de qualquer coisa devemos levar em consideração que nós gostamos de qualidade em tudo que recebemos.

O amor brota nos vales mais contaminados pela descrença, e mesmo em condições atípicas ele floresce. E a cada primavera ele se expande um pouco mais. Não existe caso perdido ou pessoa intransponível; há pessoas que necessitam de mais primaveras; há também aquelas que negam haverem serem abençoadas com o florescimento. Essas que realmente necessitam de paciência e amor para que seja compreendida e entender que o amor não fere, mas liberta e eleva. E no momento que essa pessoa se aperceber dessa situação deve ser tratada com mais paciência ainda, por se tratar de um momento de profunda fragilidade, pois para que essa pessoa admita tal fato ela já renunciou a parte de seu orgulho, logo ela se encontra fragilizada.

O reconhecimento de nossas franquezas é um momento de sublime elevação, pois estamos nos vendo como possuidores e atores de nossas faltas. Essas que precisam ser corrigidas com o exercício máximo da paciência e do amor, abnegação e compreensão. Assim como devemos olhar ao próximo com carinho e compaixão, também o devemos a nós mesmos, pois somos o próximo de alguém. Cuidar de nossas trilhas é tão importante quanto caminhar por elas, pois são essas trilhas que nos levam ao caminho definitivo de elevação.

Buscar auxílio não é sinal de fraqueza, mas necessidade de ajuda porque estamos fazendo o que deveríamos fazer sozinhos. O melhoramento moral é a base para todos os outros, pois nos fortalece para toda uma vida de abnegação de si mesmo em prol de outrem que necessitam ainda mais de nossa ínfima evolução. O pouco que já temos avançado já serve para ajudar aqueles que se encontram um passo atrás. Dai a necessidade de estender a mão sempre, pois cada pessoa que ajudemos nos ajudará um pouco, porque as experiências devem ser compartilhadas e não apropriadas como um bem único, se isso ocorre então não houve aprendizado, logo não há experiência a ser compartilhada.

A grandeza de cada um está nas menores vitórias que se tem, quando se combate um vício que nos corrói sem que percebamos. Combater os pequenos vícios de caráter é tão recompensador que conseguir um mudança estética, porque ela num momento se desfaz, mas combatê-los é seguir na escada da evolução, é chegar nos altos melhor do que partimos.

Essa luta é travada diariamente, pois em nenhum momento deixamos de ser quem somos, mas precisamos aprender a nos adaptar conforme as circunstâncias. Devemos nos calar quando queremos falar; devemos sorrir quando queremos chorar. Assim vamos educando nosso orgulho de ser quem achamos que devemos ser."

(Texto de M.D.S.C)